SuperMercado

Informações sobre varejo, atacado, distribuição, marketing, administração, produtos e negócios.

Sebrae lança programa Investe Turismo

Antônio Florêncio de Queiroz Júnior

 

 

O Sebrae Rio lançou o programa Investe Turismo. A iniciativa, parceria com o Ministério do Turismo e Embratur, visa fomentar ao setor, com ampliação do fluxo turístico internacional, promovendo a convergência de ações e investimentos para acelerar o desenvolvimento social e econômico destes destinos.

A cerimônia contou com as presenças de Otavio Leite, secretário Estadual de Turismo; Adriana Homem de Carvalho, subsecretária estadual de Turismo; Antonio Florencio de Queiroz Junior; presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae Rio; Marcelo Alves, presidente da RioTur;  Philippe Campelo; diretor do Rio Convention&Visitors Bureau, Sergio Malta e Julio Cezar Rezende de Freitas, diretores de Desenvolvimento e de Produto e Atendimento do Sebrae Rio, respectivamente; Alexandre Sampaio de Abreu, presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação; Fátima Facuri, presidente Abeoc; Cristina Fritsch, presidente da Abav Rio; Isabela Verleun, diretora do Museu Imperial; Lucio Macedo, vice presidente da Riotur; Analuiza de Andrade Lopes, analista do Sebrae Nacional; entre outros representantes do trade.

 

Otavio Leite

Ao dar boas-vindas, o presidente Antonio Florencio de Queiroz Junior falou que o que o turismo é um dos principais setores econômicos do estado, contribuindo com mais de 10% do PIB nacional. “O Rio é a cara do Brasil para o mundo, mas precisamos ir além da capital. Somente com a convergência de ações e investimentos públicos e privados será possível acelerar o desenvolvimento social e econômico das cidades. Precisamos ultrapassar as dificuldades e colocar em prática estratégias que viabilizem soluções para cada região fluminense. Dessa necessidade, nasceu o programa Investe Turismo que aqui, no nosso estado, contemplará a cidade do Rio de Janeiro e as regiões Costa Verde, Costa do Sol e Serra Verde Imperial”.

O secratário Otavio Leite destacou a importância do Investe Turismo como ferramenta de fomento e qualificação do setor no Rio de Janeiro. “É necessário identificar as mudanças de hábito dos turistas com as redes sociais e encontrar soluções, além de conteúdo, para desenvolver o turismo Vamos realizar hackatour para que essas ideias sejam incubadas e aceleradas para atrair mais turistas para o estado. O turismo é estratégico e apolítico. Como o governador Wilson Witzel diz: o turismo será nosso novo petróleo”.

A coordenadora de Turismo do Sebrae Rio, Margareth Carvalho, ao apresentar o programa Investe Turismo, afirmou que: “O Sebrae investirá em ações sustentáveis, análises de mercados, estudos de viabilidade e educação empreendedora, para aumentar a competitividade e a representatividade dos pequenos negócios nos mercados internacionais e nacionais”. Entre as ações a ocupação criativa de espaços públicos (Urban Hackings); a realização de desafios tecnológicos (hackathons); a elaboração de novos produtos e roteiros; a promoção em feiras e eventos, como o Visit Brasil e visitas de benchmarking; a participação em rodadas de negócios; o fortalecimento da governança e acesso a crédito (Prodetur e Fungetur). As cidades do Rio de Janeiro, Angra dos Reis, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Nova Friburgo, Paraty, Petrópolis, Rio das Ostras, Saquarema e Teresópolis serão atendidas pelo Investe Turismo.

Durante o evento, Philippe Campelo fez palestra sobre o tema “O Turismo e os Desafios para o Mercado – O Potencial de Desenvolvimento do Rio de Janeiro”. Ele destacou que é necessário repensar o turismo no estado e usar a internet e dados analíticos para apoiar os negócios. “O perfil do turista no Rio mudou e é necessário acompanhar a tendência mundial e conversar com os demais parceiros para vender o destino Rio associado a outros países”.

Ao final, o diretor Sergio Malta mediou uma mesa redonda com a subsecretária Adriana Homem de Carvalho, Alexandre Sampaio de Abreu, Cristina Fritsch e Lucio Macedo. Em linhas gerais, todos falaram sobre o trabalho conjunto das instituições para desenvolver ainda mais o setor, por meio de ações estratégicas que, além da melhoria da segurança pública, prevê o aumento da captação de eventos de grande porte, melhoria da malha aérea, entre outras iniciativas.