Negócios, varejo, atacado, distribuição, marketing, lançamento de produtos.

Quem visita recomenda: Rio ganha nota máxima entre turistas e moradores

O Rio de Janeiro mantém seu título de Cidade Maravilhosa, sendo avaliado por moradores e turistas como um destino “Nota 10″. Atraídos por roteiros curtos e intensos, os turistas apresentam um perfil jovem e ativo. O maior fluxo registra visitantes vindos de São Paulo e Minas Gerais. Já os turistas internacionais são liderados por Chilenos e Argentinos. E os altos níveis de satisfação apontam que quem visita a cidade já passou por aqui ou pretende retornar.
Com mais de 2000 respostas coletadas de forma voluntária (a partir do acesso à plataforma via QR CODE), a mostra foi feita por meio do Sistema Especialista Turístico (SET) da Smart Tour, em parceria da Riotur com a EmbraturLab, e detalha uma visão abrangente e inovadora sobre o perfil dos turistas, com destaque para tendências valiosas para estratégias futuras do setor.
Realizada entre fases de maior fluxo turístico (Réveillon e Carnaval), 64.27% dos entrevistados eram moradores locais, enfatizando um forte envolvimento da comunidade nas atividades turísticas. O turismo doméstico representou 28.85% dos participantes, enquanto os turistas internacionais, embora menos numerosos (6.88%), desempenham um papel fundamental para a economia da cidade.
A presença significativa de turistas de São Paulo (26.45%) e Minas Gerais (11.96%) destaca a importância do turismo nacional, mostrando a forte representação de visitantes de diversas regiões do Brasil. Entre os turistas internacionais, destaque para a presença de países como Chile, Argentina e Estados Unidos.
Com mais de 68% dos visitantes concentrados nas faixas de 18 a 49 anos, o Rio atrai um público jovem e ativo. A lealdade dos turistas, com quase metade retornando à cidade pelo menos três vezes, destaca a necessidade de inovação contínua. Com 49.42% dos turistas permanecendo por um a cinco dias, a tendência é para estadias curtas, indicando uma busca por experiências rápidas e intensas.
A opção por hotéis (38.37%) revela a busca pelo conforto, enquanto a preferência por casas de amigos/família (22.24%) e Airbnb (18.17%) indica um desejo por experiências personalizadas. Tanto as praias (38.94%) quanto os eventos, como o Carnaval (20.9%), assumem papel de destaque como atrativos principais. No entanto, não podemos deixar de mencionar os pontos tradicionais de grande interesse. O Pão de Açúcar e o Cristo Redentor, ícones internacionalmente reconhecidos, mantêm-se como locais favoritos de visitação, além das praias, a natureza e outras atrações que continuam a encantar os visitantes.
“O resultado da pesquisa foi extremamente satisfatório. Além de reafirmar as potencialidades turísticas do Rio, o relatório nos possibilita a identificação de fluxo turístico, perfil e principais demandas. Informações fundamentais para o aprimoramento dos serviços públicos e privados, para a identificação de tendências, e elaboração de mecanismos que possibilitem aos turistas um melhor acolhimento e novas experiências”, reforça Ronnie Costa, presidente da Riotur
A alta disposição para recomendar o Rio de Janeiro (49.81% atribuindo a nota máxima de 10) reflete a satisfação dos visitantes.
O Rio de Janeiro ganha nota máxima entre os turistas, mas as análises detalhadas abrem espaço para melhorias que consolidarão sua posição como um destino turístico de excelência.
A Riotur realiza periódicas pesquisas quantitativas e qualitativas voltadas para o turismo. O objetivo é a obtenção de dados que auxiliem na tomada de decisões e no aperfeiçoamento de serviços e atividades.
O que os números revelaram:
Perfil de visitantes:
64.27%, são moradores locais
28.85% são visitantes de outras regiões do Brasil
6.88% são turistas internacionais

São Paulo (26.45%)
Minas Gerais (11.96%)
Outros estados como Rio de Janeiro (22.64%)
Bahia (5.62%)
Turismo internacional: presença significativa de visitantes de países como Chile, Argentina e Estados Unidos.

Faixa etária
68% do total – 18 a 49 anos

Visitas ao Rio
(46.87%) – retornaram à cidade pelo menos três vezes
(36.44%) – primeira vez
(16.69%) – segunda visita

Meio de transporte
46.18% – avião
31.54% – ônibus
17.07% – carro
5.2% – navio

Tempo de estadia
49.42% – um período curto, de 1 a 5 dias

Tipos de visitantes
30.82% – casais
25.8% – famílias com crianças
12.4% – sozinho
14.74% – família sem criança
4.07% – com amigos

Acomodação
38.37% – Hotel
22.24% – casa de amigos ou família
18.17% – plataforma de hospedagem

Propósito da visita
38.94% – sol, praia e descanso
20,9% – festas de Réveillon ou Carnaval atraem
19.8% – atividades culturais

Locais mais visitados
Pão de Açúcar
Cristo Redentor,
Praias e museus

Preferências
23.26% – praias
16.3% – natureza e paisagem
13.25%- atrações turísticas

Indicaria o Rio como destino turístico
49.81% – sim, dando nota máxima de 10
17.29% – nota 8 reforça essa percepção positiva

FOTOS: Alexandre Macieira/Riotur